Follow by Email

Translate

26 de fevereiro de 2011

24 de fevereiro de 2011

HÁ "ALGUNS" ANOS... (3)

Eu com 18 anos, Praia da Barra (Ago.1987)
A blusa foi feita na costureira de um modelo de uma das muitas revistas da mãe, num tecido de algodão com padrão de cornucópias que comprei na Feira dos 28 de Aveiro, era mais ou menos o modelo de um casaco-de-grilo mas ao contrário, talvez ainda venha a fazer uma reedição desta blusa se arranjar um tecido que me entusiasme. Amava este cesto que me custou os olhos-da-cara (5 contos) em 1986..., mas que o usei durante mais de uma década ou até começar a aparecer iguais em tudo quanto era feira de artesanato. Dentro do cesto espreitam uma revista, sempre, e A Força da Idade de Simone de Beauvoir. Há coisas que sempre me foram imprescindíveis e andavam, andam comigo para todo o lado, portanto na carteira, e que são canetas, lápis e cadernos. O que nunca tinha nem tenho são batons e lápis de olhos, cremes e afins, comprimidos para as eventualidades e lenços de papel. Nunca. É uma coisa que de alguma maneira intriga-me, pois sou bastante feminina, mas há coisas de mulheres, com o qual não me identifico nada. Não dispenso desde os meus 17 anos de tratar da cara de manhã e ao deitar, com todo o ritual de creme de limpeza, creme de olhos, creme de dia ou noite..., mas andar com essas coisas na carteira, não. Manias provavelmente.