Follow by Email

Translate

14 de dezembro de 2009

A LABORAR... (20)



no Jardin du Luxembourg...

OS BANCOS DE JARDIM... (13)

Jardin du Luxembourg...

AS BICICLETAS... (2)


AS BICICLETAS...



... a minha primeira bicicleta era verde e tinha duas rodas extra e foi o presente dos meus pais quando fiz 2  anos, juntamente com um conjunto de talher ao meu tamanho para comer sozinha,... e uma caixa de 12 lápis-de-cor Viarco. No meu caso a bicicleta veio primeiro que o triciclo. Gosto muito de bicicletas e de andar de bicicleta, e já contei aqui            http://coolar-te.blogspot.com/2008/11/as-revistas_18.html nesta revista muito especial por várias razões e que ainda guardo como se de uma relíquia se tratasse, onde uma manequim que eu achava linda com um casaco de malha em moeher cinza com capuz e que eu tantas vezes pedi à minha Mãe para fazer-me um igual, e que não sei porquê nunca foi feito, e que ainda gosto e gostava de ter, estava a andar numa bicicleta preta, linda a lembrar as nossas "pasteleiras" mas mais bonita com um cesto de verga à frente e um duplo a trás a lembrar os lindos cestos de pescador. Só aos 35 anos é que finalmente tive uma bicicleta com um cesto de verga à frente. Este desenho foi feito por mim no "Café da Paula" como nós chamávamos, com 5 anos, e foi cópia de uma bicicleta desenhada por amigo do meu Pai.

Actualização: pois é..., a bicicleta-com-cestos, tive-a aos 35 anos e o casaco-da-revista aos 41!!! ver aqui:
http://guizo-omundoemquevivi.blogspot.com/2010/12/100-idees-1974.html

8 de dezembro de 2009

AS MINHAS COSTURAS... (2)





Esta manta já era para estar pronta no Verão do ano passado, mas ainda nem para este ficou pronta..., pode ser que, para o ano que vem... maybe.

7 de dezembro de 2009

AS MINHAS COSTURAS...





Esta manta de retalhos foi feita por mim há cerca de quatro anos e é a segunda manta que consigo levar a até ao fim. Podiam ser muitas mais, mas sou muito preguiçosa e lenta..., são cosidas e rematadas à mão, apenas a barra lisa à volta não é cosida por mim pois não sei coser à máquina. Adoro patcworks, mas assim de retalhos simples, quadrados ou tiras do mesmo tamanho e sem preocupação de perfeição em casar os quadrados, o que na minha opinião lhes retira o ar naïf que eu gosto. Não gosto muito dos quilts clássicos de motivos elaborados e miúdos (a não ser os antigos, desbotados e gastos) que fazem agora..., e a razão principal, é mesmo os tecidos utilizados, incluindo os que se compram para o efeito. Não gosto dos padrões, cores e do "toque", apesar de serem de algodão... É um defeito profissional, eu sei,... mas trabalho com os melhores tecidos e cresci no meio de tecidos e lãs da melhor qualidade,... identifico-lhes a composição só de os olhar. Os tecidos desta manta, são restos de confecção e de catálogos descontinuados ("Designers Guil", "Ralph Lauren" e "Rubelli"), uns de linho e outros de algodão. As cores, como sempre são combinadas com todo o cuidado e a mistura de padrões e texturas também. A distribuição dos ratalhos é fundamental por forma a criar uma composição uniforme e equilibrada. Resumindo..., de naïf, tem muito pouco. Acho-a linda e é óptima em dias de inverno no sofá.