Follow by Email

Translate

21 de janeiro de 2008

O CADERNO VERMELHO...















não o do Paul Auster, mas o meu. E não com menos histórias..., histórias reais, surreais, adivinhatórias, imaginativas, e coloridas ou "floreadas" como me dizia a minha mãe quando eu estava a contar um episódio vivido e me excitava e fazia crescer a história... "Guilhermina já estás a florear!..." e eu: "Oh! não estou nada.., tá bem, mas...". Um caderno de desenhos de 1975

AS MINHAS FOTOS...





"a casa foi abandonada, permanece vazia. duma janela avista-se outra janela. o interior é húmido e escuro. onde uma porta enquadra outra porta não se pressentem mais sinais de vida. apenas flutuam aromas, presenças ténues de corpos. o olhar demora-se sobre as geometrias musgosas dos tectos." Al berto, in Degredo no Sul

AS LISTAS E AS BOTAS...




já vem de longe..., como já o disse. Encontrei ontem isto ao abrir a minha-caixa-de-desenhos... Esta carta, é de uma revista chamada Família Cristã, que ninguém ouviu falar..., e que a minha mãe e a avó Amélia assinavam. Os erros ortográficos da minha carta ao menino Jesus, fazem a inveja de qualquer lenço dos namorados e ou dos "dizeres" dos barcos moliceiros... Foi escrita em Dezembro de 1978 (há 30 anos...)

Menino Jesus (por baixo estava mamã, suponho eu...)
Menino Jesus eu queria que me posesses no sapatinho umas bota altas castanha e uns reboçados e chucolates mas não te esqueças que são castanha está bém.
Adeus menino Jesus
Guilhermina

19 de janeiro de 2008

A ÁRVORE DE NATAL E OS PRESENTES...








A árvore de Natal foi enfeitada com uns sinos vermelhos de vidro e corações de pano (de pintas, xadrez, riscas, lisos e bordados) feitos pela minha irmã. Também fez um coração gigante de Natal, a coordenar com a toalha que fez o ano passado. Os presentes são um caso difícil de explicar..., os embrulhos são feitos por nós e a quantidade de presentes é indizível, e quase vergonhosa. Eu desde sempre que não dispenso listas..., de natal e de aniversário. É mais seguro... Então os presentes mais "gordos", normalmente fazem parte da tal lista..., depois seguem-se os mais imaginativos, mais baratos, feitos por quem oferece, e esses sim, são surpresa absoluta. Fazemos render a abertura dos presentes até de madrugada. Assim, como sempre recebo as botas altas de água, o vestido de seda, um sobretudo cinza (surpresa), as "all star" tom de limão pré-lavadas (que eu tipo criança, não parei de falar que gostava), livros, cd's, chocolates Regina, Toblerone gigante, um anjinho de pano (lindo!) feito pela mana, e até uma viagem a Londres! Não correu nada mal... Em família, com lareira acesa, e uma gata.

E POR FALAR EM NATAL..,





e porque as agendas começam a vinte e poucos do ano anterior, aqui vai algumas imagens do Natal 2007 em casa da mãe... Mesa de Natal (Consoada) e mesa de Jantar de Natal no dia 25, porque nós não fazemos almoço de Natal, substituindo-o por jantar com jogos de cartas pela noite fora...

COMEÇAR POR ALGUM LADO...

"Não importa quantas teclas pretas faltam ou se os spaniels se reproduzem ou não. Se a campainha se avariar, se o autocolismo não funcionar, se o poema não for escrito, se o castiçal cair, se a renda não for paga, se a água for cortada, se as criadas se embebedarem, se o lava-loiças ficar entupido e o lixo apodrecer, se a caspa cair e o leito gemer, se as flores tiverem míldio, se o leite coalhar, se o lava-loiças estiver engordurado e o papel de parede desbotado, se a notícia for velha e as calamidades falharem, se o hálito for mau ou as mãos pagajosas, se o gelo derreter, se os pedais não funcionarem, é tudo a mesma coisa, e venha o Natal, porque tudo pode ser tocado na clave de dó se uma pessoa se habituar a ver o mundo dessa maneira." Henry Miller in A Primavera Negra

OUTRAS AGENDAS...







Não são agendas para anotar os afazeres..., que isso é coisa que não condiz comigo... (nunca consulto e pior nunca cumpro) mas para anotar as coisas que fiz, que vi, que li, que gostei, que não gostei, com quem fiz, com quem vi.., para agrafar bilhetes de cinema, de espectáculos, convites, fotos e recortes, e outros que aprouver no momento.